Ciências

Origem da vida na Terra

Você já parou para pensar em como o nosso planeta surgiu? Ou como se deu a origem da vida em nosso planeta? Existem algumas teorias que tentam explicar esse acontecimento, mas a mais conhecida delas é a Teoria do Big Bang. Já ouviu falar nessa teoria? Vamos descobrir agora um pouco mais desse assunto.

origem-da-vida-na-terra.jpg [1]

O Big Bang

A Teoria do Big Bang é a mais utilizada para explicar a origem da Terra e o surgimento de vida nela. Segundo os cientistas, o nosso planeta foi formado há aproximadamente 4,5 bilhões de anos, isso ocorreu através de uma grande explosão, e após esta, durante cerca de um bilhão de anos, a Terra sofreu alguns processos que foram muito importantes para que a vida pudesse existir neste solo.

Os primeiros seres vivos

Segundo os cientistas, os primeiros seres vivos surgiram na Terra por volta de 3,8 bilhões de anos atrás. Esses seres provavelmente eram autotróficos e são conhecidos como estromatólitos. Os primeiros seres possuíam uma estrutura molecular muito simples e com o passar dos anos foram evoluindo, se modificando e formando novas estruturas, até que surgiram os primeiros seres vivos invertebrados.

Há muitas teorias de diversos pesquisadores e cientistas a respeito do surgimento da vida em nosso planeta, nenhuma delas pode ser realmente comprovada, mas sempre há aquelas que são mais aceitas e conhecidas, como é o caso desta que você acabou de ler.

Os seres invertebrados e invertebrados

Acredita-se que as esponjas foram os primeiros seres invertebrados, surgiram na Terra por volta de 650 milhões de anos atrás e após mais de 100 milhões de anos é que vieram a surgir os primeiros seres vertebrados.

Esses seres possuíam uma estrutura muito simples e tinham certa facilidade na adaptação. Os seres invertebrados demoraram milhões de anos para conseguirem evoluir e chegar a forma que conhecemos nos dias de hoje.

A fotossíntese

O surgimento da fotossíntese, que é o processo de produção de alimento a partir de substâncias inorgânicas simples, onde é utilizada a luz do sol, foi muito importante para o desenvolvimento da vida na Terra.

De início, a fotossíntese tinha como reagentes o gás carbônico e o sulfeto de hidrogênio, esse processo acontece hoje com as sulfobactérias. Diante da luz as primeiras sulfobactérias transformavam o gás carbônico e o sulfeto de hidrogênio em glicose, enxofre e água.

Em seguida, surgiram outros seres que eram capazes de aproveitar a água durante esse processo, estes seres são os ancestrais das cianobactérias. Durante esse processo a fotossíntese ocorria da mesma forma que acontece hoje, ou seja, quando havia luz esses seres podiam transformar o gás carbônico e a água em glicose e oxigênio.

Naquele tempo, a Terra possuía uma grande quantidade de água, o que fez com que esses seres se espalhassem pelo planeta. Com a grande proliferação, consequentemente, a atmosfera foi modificada devido ao acúmulo de gás oxigênio que era produzido pela fotossíntese. Isso fez com que outras mudanças fossem ocorrendo e alterando todo o ambiente. Fazendo com que os seres fossem evoluindo cada vez mais.