Geografia

Os blocos econômicos pelo mundo e suas implicações

É quase um desejo universal viajar pelo mundo e conhecer lugares novos. Quando se planeja uma viagem do Brasil para os Estados Unidos, por exemplo, além do dinheiro, é preciso ter em mãos um passaporte autorizado. Mas, você sabe o que é isso?

Esse documento se refere a uma autorização dada pelo EUA aos brasileiros que querem decolar para a terra dos norte-americanos. Essa exigência existe, pois apesar desses países terem uma relação amistosa, eles ainda não fazem parte de um mesmo bloco econômico com o caráter de mercado comum.

Se você ainda não entendeu, o Estudo Kids explica. Neste artigo vamos compreender o que são os blocos econômicos, como surgiram e quais são os tipos desses grupos que estão por todo mundo.

Os blocos econômicos pelo mundo e suas implicações

Foto: depositphotos

Blocos Econômicos: o que é e como surgiu?

No período da Guerra Fria, o mundo estava dividido em dois grandes blocos econômicos e políticos, de um lado o capitalista liderado pelos Estados Unidos e do outro o socialista comandando pela União Soviética (atualmente a Rússia).

No final desta luta sem armamento e com a derrota do socialismo, o EUA tomou frente do capitalismo e começou a exercer sua hegemonia em outras áreas.

Esse poder dos norte-americanos não foi modificado, mesmo com a formação de associações de países vizinhos que iniciaram relações econômicas privilegiadas entre si, os blocos econômicos.

O primeiro deles foi chamado de Comunidade Europeia do Carvão e do Aço (CECA), datado em 1956 e era formado inicialmente pela Bélgica, Alemanha Ocidental, Holanda, Itália, Luxemburgo e França. Deste grupo originou-se a moderna União Europeia (UE), um dos blocos mais fortes e poderosos que existem atualmente.

Com o surgimento da globalização e do avanço da tecnologia, ficou ainda mais fácil trasportar pessoas e mercadorias de um país para outro. Visando essa necessidade de interação entre as nações, foram sendo criados mais e mais blocos envolvendo diversos países que possuem características econômicas, sociais, políticas e culturais em comum.

Tipos de blocos econômicos

As formações dos grupos de países surgem da necessidade que eles têm de manter relações com os outros, facilitando as trocas comerciais, a entrada e saída de pessoas de um lugar para outro etc.

Estes blocos são divididos de acordo com as suas finalidades, e eles podem ser quatro: zona de livre comércio, união aduaneira, mercado comum e união econômica e monetária. Entenda:

Zona de livre comércio

Quando os países-membros compram e vendem à preços menores uns aos outros. Eles acabam pagando quase nada de tarifas, e há aqueles que não pagam nenhuma taxa. Um exemplo de bloco com essa finalidade é o Tratado de Livre Comércio da América do Norte (Nafta), que conta a com a participação de apenas três nações, Estados Unidos, México e Canadá.

União aduaneira

Esse tipo de bloco, além de baixar as taxas de tarifas entre os países que o constitui, fazem um acordo para aumentar os valores cobrados aos que não fazem parte do grupo. À exemplo, podemos citar o Mercado Comum do Sul (Mercosul), formado por Brasil, Paraguai, Uruguai, Argentina e Venezuela e no futuro, estuda-se a possibilidade de Chile e a Bolívia serem aderidos a esse programa.

Mercado Comum

A finalidade desse tipo de união entre países é facilitar e liberar a entrada de pessoas e de mercadorias sem precisar de autorizações. Lembra do caso do Brasil e dos Estados Unidos no início do texto?

Brasileiros precisam do passaporte autorizado para ir ao EUA, caso contrário ficam proibidos de frequentar o país norte-americano. Já os que forma a União Europeia (UE) podem transitar de um para outro sem problemas, dentre as 28 nações existentes podemos citar, a Alemanha, França, Portugal, Holanda e Espanha.

União econômica e monetária

É formada por países que possuem a mesma moeda, administrada por um Banco Central único e é usada por toda a população. Mais uma vez a União Europeia (UE) serve como exemplo, pois a maioria dos países-membros utiliza o euro como moeda.