Publicado por Natália Petrin

Lagos são formados pelo preenchimento de água em depressões no solo que podem ser causadas por diversos motivos. As águas normalmente são tranquilas, mas isso pode variar de acordo com a extensão do lago. Com formas, profundidades e extensões variáveis, os lagos normalmente são mantidos por um ou mais rios afluentes.

O transbordamento não acontece devido os rios emissários, que funcionam como drenos naturais que ajudam na manutenção do volume de água do lago. Os lagos, normalmente, são encontrados em regiões montanhosas e no hemisfério norte.

Tipos de lagos

Os lagos podem ser tectônicos, vulcânicos, de erosão, mistos, de barragem, residuais, entre outros, podendo ser de caráter permanente ou temporário.

Quando são encontrados em bordas litorâneas e têm ligações com o mar, chamamos de lagoas: lagoa mirim, lagoa rodrigo de Freitas e lagoa dos patos, por exemplo. Em toda a extensão do litoral brasileiro, existem muitas lagoas e lagunas de barragens.

Os lagos são, normalmente, constituídos por água doce, enquanto as lagoas são por água salgada. Existem exceções, entretanto, como é o caso do Lago Salgado que se encontra a oeste dos Estados Unidos.

Os lagos e suas características

Foto: Pixabay

Lagos tectônicos: são águas acumuladas em deformações na crosta terrestre.

Lagos glaciares: formados com a ação das geleiras continentais e montanhas. O gelo, pesado, cria depressões no terreno e acumula água devido ao descongelamento.

Lagos vulcânicos: águas em crateras de vulcões extintos.

Lagos residuais: resíduos de água salgada de antigos mares represados pela movimentação das placas tectônicas.

Lagos fluviais: são aqueles que se formam a partir de um rio, normalmente por acúmulo de sedimentos que represam a água formando os lagos.

Lagos litorâneos: sedimentos que são depositados no mar pelos cursos de água podem fazer com que parte da água fique represada, formando esses lagos.

Lagos mistos: são aqueles que se formam por meio de vários fatores, a exemplo de um lago que se forma pela ação das geleiras, mas também pela irregularidade da crosta terrestre.

Formação

Alguns elementos determinantes no surgimento dos lagos podem ser explicados de formas distintas: no caso de lagos da zona calcária de Minas Gerais, a decomposição química, a fossa tectônica do Paraíba, por exemplo, pode ser explicada por forças endógenas, ou seja, atividades tectônicas antigas e novas, entre outros.

As lagoas de barragem são formadas pela gênese dos cordões arenosos de idade holocênica que, durante enchentes de estações chuvosas, são preenchidas pela água remanescente. Os rios carregam as matérias orgânicas e os sedimentos argilosos que se depositam nas regiões, transformando, em pouco tempo, as lagoas em pântanos extensos.

Veja mais!