Publicado por Lia Vieira

Sabemos que tomar Sol é uma prática saudável e milenar, além de ser muito prazerosa. Brincar, jogar bola, fazer um piquenique ao ar livre num dia ensolado é muito revigorante e divertido.

No entanto, estudos mostram que tomar Sol em excesso, de maneira errada ou sem proteção, pode desencadear efeitos graves para a saúde. Respeitar os melhores horários de tomar sol e usar protetor solar na pele minimiza a ação da radiação solar no nosso corpo.

Neste artigo vamos tratar sobre os malefícios do Sol em nossa saúde, entender como acontece e o que devemos fazer sem nos privar do banho de sol.

Principais malefícios do Sol

Os malefícios do Sol para nossa saúde e como se precaver

Foto: depositphotos

  • Queimaduras;
  • Envelhecimento precoce;
  • Problemas de visão;
  • Herpes;
  • Acne;
  • Alergia ao Sol;
  • Melasmas;
  • Câncer de pele.

Queimaduras

Ocorre através dos raios solares, que causam queimaduras ou eritema, principalmente em crianças e pessoas de pele clara (pele mais frágil). Para evitar o surgimento de queimaduras, utilize sempre um filtro solar no corpo todo e evite os horários de maior incidência solar, entre as dez horas da manhã e quatro horas da tarde. Lembre-se: dias nublados também queimam a nossa pele, afinal os raios UV atravessam as nuvens e nos atingem sem percebermos. 

Envelhecimento precoce

O envelhecimento precoce acontece conforme a exposição excessiva ao Sol sem proteção, ocasionando o aparecimento de rugas e manchas na pele que são características do envelhecimento. Dica: em dias de muito Sol, utilize filtro solar no corpo todo e roupas adequadas (calça jeans, blusas de manga, óculos escuro e boné).

Problemas de visão

O excesso de claridade, emitido pelo Sol pode causar problemas de visão, como: catarata, pterígio e, até mesmo, câncer nas pálpebras. Os problemas de visão, de um modo geral, são causados por queimadura da córnea. Lembre-se: utilize sempre óculos escuros com filtro solar de absorção de radiação UVA e UVB. 

Herpes

O vírus da herpes é facilmente reativado conforme a exposição excessiva ao Sol. Se o indivíduo já contraiu o vírus, é importante que evite a exposição ao Sol. Dica: a melhor hora para se expor ao Sol é antes das dez horas da manhã e após as quatro horas da tarde.

Acne

Ficar exposto ao Sol excessivamente causa irritação na pele, fazendo com que o organismo produza mais sebo e com isso ocorra o aparecimento de acne. Além disso, a sudorese excessiva desenvolve um ambiente perfeito para o surgimento de bactérias e fungos causadores de acne. Lembre-se: utilize sempre protetores solares oil free (sem óleo) e proteja o rosto dos raios solares com óculos, boné, chapéu e guarda -sol.

Alergia ao Sol

Estipula-se que 10% da população apresente alergia aos raios solares, causadores de vermelhidão, coceira, erupção cutânea, entre outros sintomas. Dica: procure um dermatologista para se tratar com os medicamentos adequados contra os sintomas da alergia. 

Melasmas

Os melasmas são manchas de cor marrom causadas pela exposição excessiva e prolongada ao Sol, durante muitos anos da vida, sem os devidos cuidados necessários. Os melasmas aparecem principalmente nas mãos, braços e rosto. Lembre-se: utilize sempre filtro solar adequado para o seu tipo de pele.

Câncer de pele

De fato o câncer de pele é o resultado mais perigoso da exposição excessiva ao Sol. O câncer de pele é uma neoplasia que atinge a derme e pode se dividir em carcinoma basocelular, carcinoma epidermoide e melanoma. Dica: consulte um dermatologista que irá indicar o melhor tipo de filtro solar para o seu tipo de pele e um tratamento adequado.

Veja mais!