Publicado por Nayla Georgia

Os terremotos, ou abalos sísmicos, são tremores que ocorrem na superfície terrestre. Esse fenômeno da natureza pode ser desencadeado por fatores como atividade vulcânica, falhas geológicas e, principalmente, pelo encontro de diferentes placas tectônicas.

A crosta terrestre é  formada por vários blocos, denominados placas tectônicas, que estão em constante movimento, podendo se afastar (zona de divergência) ou se aproximar (zona de convergência).

Nas zonas de convergência pode ocorrer o encontro entre diferentes placas tectônicas, o que produz acúmulo de pressão e descarga de energia, que se propaga em forma de ondas sísmicas, caracterizando o terremoto.

Os terremotos mais devastadores que já abalaram a Terra

Foto: depositphotos

As consequências podem ser sentidas a quilômetros de distância, dependendo da proximidade da superfície que ocorreu a colisão e da magnitude do terremoto que é medida a partir de uma escala denominada Escala Richter.

Confira os casos mais devastadores de terremotos que abalaram a Terra em ordem cronológica.

Equador-Colômbia (1906)

Com magnitude de 8.8, o terremoto atingiu o Equador e a fronteira colombiana. Essa abalo chegou a matar aproximadamente 1000 pessoas e pôde ser sentido no Japão e Estados Unidos, em São Francisco. Também ocasionou um tsunami.

Tibete (1950)

Matando mais de 1500 pessoas, o terremoto do Tibete chegou a causar danos até em Assam, na Índia e sua magnitude foi de 8.6.

Rússia (1952)

Originado na península de Kamchatka, que fica no extremo leste russo, o terremoto teve magnitude de 9.0 e causou ondas gigantes que chegaram até ao Havaí. Feliz e impressionantemente nenhuma vítima foi fatal.

Chile (1960)

O abalo sísmico mais relevante da história aconteceu no dia 22 de maio de 1960 no Chile e alcançou a marca de 9.5 de magnitude. O desastre deixou mais de duas mil pessoas mortas e a tsunami gerada chegou a ter ondas de mais de 10 metros de altura que apagaram cidades inteiras. Esse tsunami pôde ser sentido no Japão, Nova Zelândia, Austrália e Havaí.

Alasca (1964)

O mais forte terremoto na América do Norte foi de 9.2 de magnitude e aconteceu no Alasca (EUA). Somente o abalo matou 15 pessoas, porém o tsunami originado dele aniquilou 129 indivíduos.

Alasca (1965)

Um ano depois do enorme abalo, o tremor de terra que abalou as ilhas Rat, no Alasca (EUA), gerou até tsunami. Porém, felizmente, não houve muitos danos ocasionados pelo terremoto que teve 8.7 de magnitude.

Sumatra (2004)

Definitivamente o mais assustador da lista, esse terremoto deu origem ao grande tsunami da Indonésia que atingiu 14 países e levou a óbito 230.000 pessoas. Teve 9.1 de magnitude.

Sumatra (2005)

No ano seguinte, a indonésia sofreu com mais um tremor de terra de magnitude 8.6. mais de 1300 pessoas foram atingidas fatalmente por esse terremoto.

Peru (2007)

Em 15 de agosto de 2007, o Peru foi atingido por um terremoto de magnitude 7,7 que causou um grande desastre local. Cerca de 900 pessoas morreram e muitos desapareceram no sul do país.

China (2008)

Com magnitude 8, o terremoto de 12 de maio de 2008 abalou a China e, especialmente, a província de Sichuan. Chegou a matar mais de 87 mil pessoas, marcando-se como um dos mais mortíferos desastres naturais.

China (2014)

Recente, o terremoto de 3 de agosto de 2014 atingiu em cheio a China com magnitude de 6,1 e deixou 600 mortos, além de mais de 2400 pessoas feridas.

Veja mais!