Publicado por Pollyana Batista

Você ama ficar na internet e quando chega nos lugares a primeira coisa que pergunta é a senha do wifi? Calma! Você não está sozinho nesse mundo viciante! Ficar conectado é ótimo para interagir socialmente, trabalhar e se informar de tudo o que acontece ao redor do mundo. Mas para que tudo funcione direitinho é preciso um aparelho chamado roteador. Você saber para que ele serve?

Como o próprio nome já diz, o roteador busca as melhores rotas para enviar e receber dados. Ele atua de acordo com o seu pacote de dados contratado junto ao seu provedor de internet.

Para que serve e quais as vantagens do roteador

Ter um roteador em casa ou no trabalho faz toda a diferença. Ele vai expandir o sinal de internet que chega por meio de cabos e disponibilizar para todas as pessoas conectadas com dispositivos móveis, como celular, tablete ou notebook.

O roteador busca as melhores rotas para enviar e receber dados

Ele funciona sem fio, apenas com conexão com o modem da internet (Foto: depositphotos)

Ele pode funcionar com ou sem senha de acesso em redes LAN, por meio de transmissões curtas e menos congestionadas, por isso, a internet via roteador tende a ser mais rápida que o pacote de dados das operadoras de celular, por exemplo.

Isso acontece graças a capacidade de roteamento das rotas mais rápidas por meio do aparelho. Ele acabou de vez com aquela história de precisar de um computador principal para enviar internet para os demais equipamentos. Ele funciona sem fio, apenas com conexão com o modem da internet banda larga.

Veja tambémCom quantos anos posso ter um e-mail?

Fisicamente um roteador é um aparelho pequeno, em formato retangular que possui quatro saídas de cabos para computadores. Ele conta também com uma pequena antena que é a responsável pela transmissão do sinal sem fio para os demais smartphones, tablets e notebooks via wireless.

Como funciona um roteador

Existem dois tipos de roteadores. Os estáticos são os que priorizam as rotas curtas. Geralmente, são os aparelhos mais baratos, pois vez ou outra podem deixar a transmissão de dados mais lenta, devido à congestionamentos na rede.

Já os roteadores dinâmicos, são mais inteligentes e dificilmente travando e deixando a internet lenta. Ele é capaz de pesquisar quais são as melhores rotas e distribui-la ao usuário.

Veja também: Como aprender a estudar pelo celular e qual a melhor forma?

O que eu preciso saber antes de comprar um roteador

Antes de comprar um roteador, você precisa identificar algumas características para o seu novo aparelho. Veja os principais requisitos que você tem que saber diferenciar:

– Pesquise qual é a velocidade de acesso, pois quanto mais rápido for, você terá menos dor de cabeça ao fazer downloads e uploads;

– Veja qual será a frequência da transmissão de dados entre os dispositivos móveis e o seu roteador. Existem alguns números que determinam isso. Escolha algum desses na seguinte ordem: 802.11n, 802.11g ou 802.11b. O primeiro é o mais moderno. Caso seja bem mais caro opte pela segunda opção e, por último, a terceira;

– Estude qual é o dBi da antena. Quanto maior for ele, mais potência ela terá para distribuir o sinal wifi para os demais aparelhos conectados.

Veja também: O universo da linguagem internetês

– O preço também é um grande diferencial. Quanto mais caro geralmente é um aparelho, mais moderno. Porém, você deve levar em consideração a quantidade de pessoas que ficam conectadas ao mesmo tempo. Se for para uso doméstico, não precisa ser o melhor roteador. Porém, para estabelecimentos comerciais, invista em um com grande capacidade.

Veja mais!