Publicado por Lia Vieira

O período pré-homérico na Grécia é o momento onde ocorreram as invasões dos povos indo-europeus na Ilha de Creta, a maior e mais populosa ilha da Grécia, chegaram sucessivamente os aqueus, eólios, jônios e dórios. Sabe-se que a Ilha de Creta foi ocupada por volta do ano 6000 a.C. por povos neolíticos.

Período pré-homérico na Grécia

Foto: Reprodução

A chegada dos aqueus, eólios, jônios e dórios

O s aqueus chegaram a Grécia e encontraram um povo com cultura atrasada e rudimentar, os chamados pelasgos, (nome este utilizado para definir a população que teriam sido os ancestrais dos gregos, isto é, antecedido na colonização). Os aqueus fundaram cidades como Tirinto, Argos e Micenas, e entraram em contato com os habitantes da Ilha de Creta, surgindo a civilização creto-micênica. O poder do aqueus aumentou a medida que foram aumentando suas conquistas, até a cidade de Tróia em 1150 a.C., facilitando o acesso às terras do litoral do Mar Morto.

Já em 1700 a.C., chegaram os eólios e jônios, aumentando assim a população micênica, os quais se integraram pacificamente com os aqueus, surgindo uma grande expansão marítima, o que gerou um choque com a supremacia cretense no mar, isto é, a talassocracia (termo utilizado para definir um estado que baseia seu governo em seu contexto marítimo), e com isso a principal cidade da Ilha de Creta foi destruída, chamada de Cnossos.

Os dórios invadiram a Grécia com muita violência durante o século XII a.C., destruindo centros urbanos da Hélade. Os dórios são habituados a usar armamentos em metal e de tradição ligada ao militarismo, forçando a população da Grécia Continental a migrar para sobreviver. Com os povos dispersando para a Ásia Menor e regiões do Mar Mediterrâneo, este processo colaborou para o encerramento da cultura micênica, favorecendo a formação de novas colônias gregas. Este período é chamado de Primeira Diáspora Grega.

O rei de Creta e a lenda do Minotauro

A lenda do Minotauro conta sobre a destruição de Cnossos de forma simbólica. Minos havia feito um pedido para se tornar rei ao deus Poseidon, o deus então pediu em troca que Minos sacrificasse um touro branco, ocorre que Minos achou o touro muito bonito e sacrificou outro em seu lugar, Poseidon com raiva resolveu castiga-lo fazendo com que sua esposa, Pasífae se apaixonasse pelo touro branco e assim um filho acabou tendo com ele, o chamado Minotauro, um ser metade humano e metade touro.

Minos criou um labirinto e deixou Minotauro vivendo lá, até que um dia Teseu se apresentou voluntariamente para ir a Creta matar o Minotauro, com ajuda de Ariadne (filha de Minos), a jovem entregou a Teseu um novelo de lã para marcar o caminho de volta, foi então que Teseu matou o Minotauro com uma espada mágica. A história serve para mostrar o que acontece com as pessoas que desrespeitam ou tentam enganar os deuses.

Nova realidade no mundo grego

Com tantas mudanças uma nova realidade passou a existir no mundo grego, o comércio começou a se estabelecer e os núcleos urbanos foram se modificando, a população passou a viver em pequenos grupos familiares que dependiam da agricultura de subsistência, o artesanato sofisticado foi abrindo espaço a peças mais simples e funcionais. A política deixou de ser centralizada e passou a ser exercida pelos chefes familiares.

Veja mais!