Publicado por Débora Silva

Um planeta é um corpo celeste sólido de formato arredondado que gira em torno de uma estrela (no caso do planeta Terra, essa estrela é o Sol). O termo “planeta” é bem antigo e tem ligação com a história, ciência, mitologia e religião. Muitas culturas antigas viam os planetas como divinos ou mensageiros de deuses. Com o passar do tempo e com a evolução do conhecimento científico, houve mudança no modo como o homem via os planetas, incorporando diversos tipos de objetos.

Os critérios dos planetas

No ano de 2006, a União Astronômica Internacional (UAI) estabeleceu, oficialmente, alguns critérios para a definição de planeta dentro do Sistema Solar. Os critérios são os seguintes:

  • Estar em órbita ao redor de uma estrela;
  • Possuir a sua própria gravidade, fator responsável para que apresente uma forma arredondada;
  • Possuir a sua órbita livre, o que quer dizer que o caminho que o planeta faz não pode ser influenciado ou obstruído por nenhum outro planeta.

A partir da adoção dos critérios descritos acima, a partir de 2006, Plutão deixou de ser considerado um planeta, já que a sua órbita é influenciada por Netuno.

A classificação dos planetas

Os planetas são classificados em telúricos e jovianos.

  • Planetas telúricos: Também chamados de planetas terrestres, interiores ou rochosos, os planetas telúricos são aqueles relativamente pequenos – quando comparados com a maioria dos outros planetas -, localizados próximos ao Sol e que apresentam uma superfície sólida. A Terra, Marte e Mercúrio são exemplos de planetas telúricos.
  • Planetas jovianos: Também conhecidos como “gigantes gasosos afastados”, os planetas jovianos são aqueles muito grandes, com a atmosfera composta por gases, como o hidrogênio, o hélio e o metano, e que estão localizados longe do Sol. Júpiter, Saturno e Netuno são exemplos destes planetas.

O Sistema Solar

O Sistema Solar

Foto: Reprodução

O Sistema Solar compreende o conjunto formado pelo Sol e todos os corpos celestes que estão sob o seu domínio gravitacional.

Segundo as atuais definições da União Astronômica Internacional, existem 8 planetas e 5 planetas anões no Sistemas Solar.

Em ordem crescente da distância do Sol, os planetas que compõem o Sistema Solar são os seguintes:

  • Mercúrio
  • Vênus
  • Terra
  • Marte
  • Júpiter
  • Saturno
  • Urano
  • Netuno

Júpiter é o maior planeta do Sistema Solar, com 318 vezes a massa da Terra; já o menor planeta deste sistema é Mercúrio, com 0,055 da massa da Terra.

Os planetas anões

Antes da decisão adotada em 2006, vários objetos foram propostos como planetas. Em 2006, vários desses objetos foram reclassificados como planetas anões, objetos diferentes dos planetas. Atualmente, a UAI reconhece 5 planetas anões no Sistema Solar. São eles:

  • Ceres
  • Plutão
  • Haumea
  • Makemake
  • Éris

Vários outros objetos, no Cinturão de Asteróides e no Cinturão de Kuiper, estão sendo avaliados e aproximadamente 50 podem vir a ser considerados como planetas anões. Os planetas anões compartilham muitas das características dos planetas, porém apresentam diferenças consideráveis, em especial o fato de que eles não são dominantes em suas órbitas. Todos os planetas anões são parte de populações maiores: Ceres, por exemplo, é o maior corpo no Cinturão de Asteroides; Plutão, Haumea e Makemake são membros do Cinturão de Kuiper e Éris faz parte do disco disperso.

Veja mais!