Publicado por Débora Silva

A poluição não é causada apenas por resíduos tóxicos, também podemos conviver com a chamada “poluição sonora”, causada por um barulho intenso, principalmente nas grandes cidades, levando as pessoas a desenvolverem doenças como o estresse e muitas outras.

Poluição sonora

Foto: Reprodução

Assim como a poluição visual, a poluição sonora é considerada uma forma mais “moderna” de poluição, por estar bastante relacionada à concentração de pessoas, indústrias e veículos dos grandes centros urbanos.

Como ocorre a poluição sonora?

A poluição sonora ocorre quando, em um determinado ambiente, o som altera a condição normal de audição. Esta poluição, embora não se acumule no meio ambiente como outros tipos de poluição, causa diversos danos à qualidade de vida da população.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera que, para não causar nenhum prejuízo ao seres humanos, um som deve ficar em até 50 decibéis (unidade de medida do som, medido por um aparelho chamado decibelímetro). Passando de 50 db, os efeitos negativos começam, levando a problemas que podem ocorrer a curto ou a longo prazo.

O ruído, causado pelo som excessivo das indústrias, canteiros de obras, meios de transporte etc., é o principal colaborador para a existência da poluição sonora. Estes ruídos provocam problemas no sistema auditivo dos indivíduos e alterações comportamentais e orgânicas.

Efeitos negativos da poluição sonora

Os efeitos negativos da poluição sonora na saúde das pessoas envolve problemas como insônia, estresse, depressão, agressividade, perda de audição, memória, atenção e concentração; dores de cabeça, cansaço, aumento da pressão arterial, dentre outros.

Legislação

Existem leis que regulamentam os níveis de ruído. No Brasil, as principais são as resoluções CONAMA 001/90 e a CONAMA 002/90. A primeira adota os padrões estabelecidos na NBR 10.151 para avaliação dos ruídos em áreas habitadas; a segunda criou o Programa Nacional de Educação e Controle da Poluição Sonora – Silêncio. Outra norma utilizada para controlar a poluição sonora é a NBR 10.152, responsável por estipular os limites (em decibéis) para a emissão de ruídos em determinados locais.

Precauções

Nós podemos evitar os efeitos nocivos da poluição sonora tomando alguns cuidados, como, por exemplo: evitar lugares com muito barulho, escutar música em um volume baixo ou médio, não gritar em locais fechados, ficar longe das caixas de som durante um show, usar fones de ouvido com o mp3/iphone/ipod em um volume baixo, fechar as janelas do veículo em locais de trânsito barulhento etc.

Veja mais!