Publicado por Débora Silva

Você deve se lembrar que o adjetivo é uma das dez classes gramaticais da Língua Portuguesa e é utilizado para qualificar um substantivo, não é verdade? Os adjetivos são palavras variáveis, isto é, podem sofrer flexão quanto ao gênero (feminino e masculino), número (singular e plural) e grau (normal, comparativo e superlativo).

Dentre os vários tipos de adjetivos da Língua Portuguesa estão os adjetivos pátrios, tema deste artigo.

O que são os adjetivos pátrios?

Os adjetivos pátrios pertencem a uma das classes gramaticais e representam uma das subdivisões desta classe. Eles são empregados para caracterizar pessoas ou coisas de acordo com as suas origens, levando-se em consideração a cidade, o estado, o país, entre outros.

Observe os seguintes exemplos:

Adoro as praias fluminenses. – O termo “fluminenses” refere-se ao estado do Rio de Janeiro.

O aroma do perfume francês é excelente. – O termo “francês” refere-se à França.

O povo mexicano é muito simpático. – O termo “mexicano” refere-se ao México.

Imagem de letras do alfabeto

Foto: Depositphotos

Assim sendo, adjetivo pátrio é o termo que indica a nacionalidade de uma pessoa, animal, objeto, entre outros. Até pouco tempo atrás, havia uma distinção entre adjetivos pátrios e adjetivos gentílicos: o primeiro referia-se apenas aos países de origem de pessoas ou coisas; enquanto o segundo era utilizado para referir-se aos continentes, cidades, estados, regiões, entre outros, dos quais as pessoas e objetos eram originadas. Atualmente, essa diferença não existe mais, pois a nomenclatura “adjetivos gentílicos” foi omitida da nomenclatura gramatical.

É importante lembrar que os adjetivos pátrios devem ser escritos com letras minúsculas.

Exemplos de adjetivos pátrios

Quem nasce em… é? Confira a seguir uma lista de alguns adjetivos pátrios:

LocalidadeAdjetivo pátrio correspondente
Acreacreano
Afeganistãoafegane, afegão
Amapáamapaense
Angolaangolano
Aracajuaracajuense, aracajuano
Atenasateniense
Belém (Pará)belenense
Belém (Palestina)belemita
Belo Horizontebelo-horizontino
Brasíliabrasiliense
Boa Vistaboa-vistense
Cabo Friocabo-friense
Catalunhacatalão
Cuiabácuiabano
Espírito Santoespírito-santense, capixaba
Estados Unidosestadunidense, norte-americano, ianque
Florençaflorentino
Florianópolisflorianopolitano
Goiâniagioaniense
Gáliagaulês
Gréciagrego, helênico
Havanahavanês
Índiaindiano, hindu
Japãojaponês
Jerusalémhierosolimitano, hierosolimita
Macapámacapaense
Manausmanauense, manauara
Natalnatalense
Nova Iguaçuiguaçuano
Nova Zelândianeozelandês
Pequimpequinês
Porto Alegreporto-alegrense
Porto Ricoporto-riquenho
Reciferecifense
Rio Brancorio-branquense
Rio de Janeiro (cidade)carioca
Rio de janeiro (estado)fluminense
Rio Grande do Norterio-grandense-do-norte, potiguar, norte-rio-grandense
Romêniaromeno
Rondôniarondoniano, rondoniense
Salvadorsalvadorense, soteropolitano
São Paulo (cidade)paulistano
São Paulo (estado)paulista
Sardenhasardo
Sergipesergipano
Teresinateresinense
Tibetetibetano
Tocantinstocantinense
Três Coraçõestricordiano
VitóriaVitoriense

*Débora Silva é graduada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas). 

Veja mais!