Publicado por Natália Petrin

Você já deve ter ouvido falar que estamos em tempos de economizar água, certo? Mas você sabe qual o motivo de isso ser tão importante?

Apesar de o planeta ser composto em sua maior parte por água – aproximadamente 71% de toda a área superficial da Terra -, pouco disso é potável, e a água está distribuída ao redor do mundo não apenas na forma líquida, mas também no estado sólido e no gasoso.

Importância

A água é de extrema importância para o consumo humano, mas também para a sobrevivência de diversas espécies que a habitam, além de interferir no clima e na dinâmica dos seres vivos do mundo.

praticas-que-mais-consomem-agua-e-como-economizar

Foto: depositphotos

97% da água do mundo está nos oceanos, sendo imprópria para o consumo; 2% encontram-se nas geleiras do Ártico e da Antártida, e apenas 1% é encontrado em rios, lagos, represas, lençóis freáticos, umidade do ar, entre outros, na forma de água doce.

Essa substância, portanto, está em falta devido ao uso indevido. Já é pouco e o ser humano ainda usa de forma errônea, desperdiçando e poluindo.

Práticas que mais consomem água

Segundo a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação, o setor que gasta mais água – 70% do consumo do ser humano no mundo todo – é a agropecuária, seguida da indústria – 22% – e do uso doméstico – 8% -. Mas no Brasil essa ordem é um pouco diferente. O uso doméstico é de 21% e a indústria 18%.

Para produzir 1 kg de carne de boi, por exemplo, são usados 15,4 mil litros de água, enquanto uma camiseta de algodão gasta 2,5 mil litros e um carro gasta 400 mil litros. Na agricultura, o campeão é a soja que precisa de 1,8 mil litros por litro produzido. Tudo isso revela que não é só em casa que deve ser feita a economia, apesar de ser importante também.

Como economizar água?

É essencial economizar com pequenas coisas, mesmo em casa, mas é importante que também seja incentivada a economia também na agricultura, com o uso, por exemplo de técnicas de irrigação que promovam a economia da água, como o cotejamento.

A conservação dos solos também é essencial, uma vez que quando o solo não tem vegetação, quando chove, sofre erosões, levando terra para rios que acabam assoreados e, até mesmo, inutilizados.

Algumas agriculturas fazem uso de agrotóxicos em excesso que acabam escorrendo em direção aos rios com a água da chuva. Com isso, os rios ficam poluídos, deixando a água inutilizável. Na indústria também deve ser feita a economia por meio de procedimentos. Em alguns casos, dependendo do produto que é produzido, é possível reutilizar a água e evitar que os dejetos e poluentes cheguem aos rios.

Cada um, isolado, já fará a diferença, mas o ideal era que todos se unissem em prol da natureza, garantindo que no futuro ainda tenhamos água potável.

Veja mais!