Publicado por Katharyne Bezerra

Há cerca de 10 anos ninguém imaginaria o mundo como é hoje, com muitos celulares, comunicação imediata entre pontos extremos do planeta, tecnologia altamente avançada, entre outros aspectos. Pois então, essas mudanças recebem o nome de globalização, e apesar de parecer está em todos os lugares do mundo, ela se concentra em algumas cidades. Essas, por sua vez, detêm não só o avanço digital, mas também controlam as decisões econômicas, abrigam as principais instituições públicas e privadas de ensino, bancos importantes e bolsas de valores. Estamos falando das cidades globais.

Afinal, o que são as cidades globais?

Também conhecias como metrópoles mundiais, essas cidades são como grandes concentrações urbanas que funcionam como centros de influência internacional. Nessas localidades, há avanço em todas as áreas de uma sociedade, seja econômica, social, política ou urbana. Por possuírem prestígio no mundo globalizado, essas capitais estão no topo da hierarquia mundial.

Nos dois últimos séculos, essas cidades abrigavam muitas indústrias. Mas, atravessando os anos, as chaminés deram lugar aos grandes prédios comerciais, onde hoje funcionam bancos, empresas multinacionais, aeroportos, as melhores universidades, escritórios, sistemas de telecomunicações, entre outros. Todo esse poderio reflete na concentração e movimentação financeira que ocorre nesses lugares.

Por possuir o poder no meio financeiro, as cidades globais também conseguem investir em produções artísticas, tornando-se polos de produção cultural, que servirá para o consumo de todas as pessoas do mundo. Sendo assim, detêm centros de convenções e eventos, museus, teatros, cinemas, editorias, agências de notícia, entre outros.

Principais cidades do mundo: as cidades globais

Foto: Pixabay

O que é levado em consideração em uma cidade global?

Uma cidade não decide se vai ou não ser uma metrópole mundial, para isso ocorrer, existem estudos feitos por órgãos oficiais, como a Universidade de Loughborough, em Londres; e principalmente pela Globalization and World Cities Study Group & Network. As duas instituições são responsáveis por estudar e entender os processos de evolução de cada cidade e assim classificá-las em três tipos de cidades globais: alfa, beta e gama.

Para conseguir esse título é preciso levar em consideração alguns aspectos, como:

– Ter uma economia forte, diferenciada e ágil;
– Possuir uma intensa urbanização;
– Conseguir assegurar um mercado de trabalho diversificado, oportuno e intenso;
– Ter um elevado número de serviços, que passam dos administrativos até os tecnológicos;
– Possuir uma gama de opções culturais para a população;
– Oferecer instituições de ensino e centros de pesquisa de alta qualidade;
– Abrigar centros de telecomunicações com um alto nível de desenvolvimento tecnológico;
– Ter um forte e diversificado setor de transportes, levando em consideração as rodoviárias, aeroportos, metro, avenidas etc.;
– Possuir em seu território sedes de bancos, empresas multinacionais e bolsa de valores.

Alfa, beta e gama, qual a diferença?

As cidades globais são divididas em três grandes grupos, que diferenciam-se pelo fato de uns centros serem mais importantes e influenciáveis que outros. Atualmente a principal cidade global é Nova Iorque, nos Estados Unidos, mas, São Paulo, no Brasil, também é uma metrópole importante.

Apesar do poder das duas, a primeira possui maiores avanços, se comparada a segunda, e, por essa razão, não estão no mesmo grupo. Assim, temos alfa como a aglomeração das cidades mais influenciáveis do mundo, beta como o grupo intermediário, e gama que corresponde às cidades globais de menos expressão mundial.

Atualmente, se tem mais de 100 metrópoles mundiais divididas nessas três categorias. Do Brasil aparecem São Paulo e Rio de Janeiro. Conheça as principais de cada uma:

Alfa: Londres, Nova Iorque, Paris, Tóquio, Los Angeles, Chicago, Frankfurt, Milão.

Beta: São Francisco, Sidney, São Paulo, Cidade do México, Madri.

Gama: Pequim, Boston, Washington, Munique, Rio de Janeiro, Caracas, Roma, Berlim, Amsterdã, Miami, Buenos Aires.

Veja mais!