Publicado por Débora Silva

Você fez alguma coisa não muito legal com alguém de seu convívio e está querendo pedir desculpas? Isto é ótimo! Mas, você já deve ter se deparado com diversas maneiras de se desculpar com alguém, como “desculpe”, “desculpe-me” ou “desculpa”.

E agora? Será que todas estas maneiras de pedir desculpas a alguém estão corretas? Saiba que existem vários jeitos corretos de pedirmos desculpas.

As maneiras de pedir desculpas

No distante ano de 1679, Padre Vieira, em seus “Sermões”, fazia uso do verbo desculpar como transitivo direto, ou seja, sem preposição. E este uso do verbo está correto.

Existem não apenas exemplos antigos, mas também atuais, para nos demonstrar que há várias maneiras certas de pedir desculpas. Confira algumas frases a seguir:

Desculpe o atraso.
Desculpem a bagunça da casa.
Desculpa a insistência.
Desculpa a minha franqueza.
Peço que vocês desculpem nossos amigos pelas brincadeiras feitas.
Desculpe, não ouvi direito, pode repetir, por favor?
Rafael estava sempre disposto a desculpar os erros dos outros.
Desculpem a demora para responder a mensagem.

As formas verbais do verbo desculpar

Imagem das palavras desculpe, desculpe-me e desculpa

Arte: Estudo Kids/ Estudo Prático

Observe que a forma verbal “desculpe” faz referência ao imperativo da terceira pessoa (você). Enquanto a forma “desculpa” é da segunda pessoa, referindo-se ao tu. Temos ainda que, quando utilizamos a forma “desculpem”, estamos nos dirigindo a mais de uma pessoa.

Como você sabe, utilizamos as formas descritas anteriormente como um sinal de educação, visando minimizar alguma falha cometida.

As frases de desculpas também podem ser usadas com o pronome átono e uma preposição. Observe alguns exemplos a seguir:

Querido, desculpe-me pelo atraso.
Desculpe-me por ter comentado com a minha mãe sobre aquele assunto.
Desculpa-me por ter te ligado tão tarde.
Não irei desculpá-la por tanta ingratidão!

Embora possamos encontrar os exemplos descritos acima, é bastante comum que nós, falantes nativos do idioma, deixemos o pronome e a preposição de lado.

Em alguns exemplos, nós encontramos a preposição de e também com, no sentido de pretextar como desculpa. Observe os exemplos a seguir:

Desculparam-se de só ligar àquela hora.
Mário, desculpando-se com o cansaço do trabalho, disse que não pôde retornar a ligação.

Observações importantes

Como vimos, existem várias maneiras de pedirmos desculpas a alguém. Por exemplo, você pode falar apenas “desculpe a demora” e, neste caso, o verbo se classifica como transitivo direto; e você também pode dizer “desculpe-me pela demora”, caso em que o verbo funcionará como pronominal.

É importante observar que, sempre que empregamos a forma “desculpe-me pela demora”, necessariamente utilizaremos uma preposição.

*Débora Silva é graduada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas). 

Veja mais!