Publicado por Débora Silva

A língua portuguesa contém várias palavras e expressões parecidas que confundem os falantes do idioma. Com certeza você já se deparou com alguns desses casos, não é mesmo?

Um exemplo é o caso que abordaremos nesse artigo, sobre as formas “embaixo” e “em baixo”. Afinal de contas, qual é o correto? Ambas as expressões existem no português e estão corretas, mas devem ser utilizadas em situações distintas.

Qual é a diferença entre “embaixo” e “em baixo”?

Antes de vermos as diferenças entre os termos “embaixo” e “em baixo”, vamos ler atentamente a letra da música “Eu vou estar”, do grupo Capital Inicial:

Qual a forma correta: 'Embaixo' ou 'em baixo'? Descubra e use certo

(…)
Nos seus livros
nos seus discos
vou entrar na sua roupa
e onde você menos esperar
embaixo da cama
nos carros passando
no verde da grama
na chuva chegando
eu vou voltar (…)
 

Como podemos observar, a letra diz “… embaixo da cama”. “Embaixo” é um advérbio de lugar que deve ser utilizado para transmitir uma ideia de posição de inferioridade (abaixo, debaixo etc).

Se você ainda tiver alguma dúvida, uma dica é substituir o termo por “em cima”. Voltemos à letra da canção do Capital Inicial: podemos substituir “embaixo da cama” por “em cima da cama” tranquilamente, concorda? 

Veja outros exemplos a seguir: 

-O gato escondeu-se embaixo da escada. (em cima da escada)
-Seu irmão está nos esperando lá embaixo. (lá em cima)
-A sua caneca está embaixo daquele livro. (em cima) 

É importante lembrar que “embaixo” deve ser grafado junto e “em cima” se escreve separado. 

Quando devemos utilizar “em baixo”? 

A expressão “em baixo” somente deve ser utilizada quando a palavra “baixo” assumir a função de adjetivo. Observe atentamente os exemplos a seguir: 

-Os estudantes discutiam o trabalho em baixo tom de voz.
-O logotipo foi gravado em baixo relevo.

 

*Débora Silva é graduada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas).

Veja mais!