Publicado por Katharyne Bezerra

O professor pediu uma revisão de texto e você não sabe o que é isso? Calma, nós do Estudo Kids vamos “descomplicar” esse problema para você. Porque, apesar de parecer algo complicado, corrigir um texto só requer atenção e empenho do estudante.

Além de conferir o que isso significa, você aprende como fazer revisão de texto. Ainda é possível aprender algumas técnicas para corrigir com mais facilidade. E claro, se gostar dessa área, você também pode se tornar um profissional especializado nesse assunto e trabalhar como revisor de texto. O que acha?

Está curioso? Então presta atenção nos tópicos para não se perder. Primeiro vamos falar sobre o que é revisão de texto. Em seguida, vamos aprender como fazer uma. Depois é a parte de entender quando você poderá trabalhar como um revisor. Por fim, você aprende algumas dicas para revisar um texto mais rápido. Então, mãos à obra.

O que é revisão de texto?

A revisão de texto é uma parte do processo da escrita e não pode ser pensada como se fosse  um elemento a parte. Com ela é possível corrigir os erros gramaticais e ortográficos. Além disso, é possível verificar se o texto segue os objetivos do tema proposto.

A revisão de texto deve ser feita logo após concluir a escrita

A revisão de texto é uma parte do processo da escrita (Foto: depositphotos)

Antes de mais nada, é preciso entender a diferença entre erros gramaticais e erros ortográficos. De acordo com o dicionário Aurélio, gramática é o “estudo ou tratado dos fatos da linguagem e das leis naturais que a regulam.” Já o conceito de ortografia é “parte da gramática que ensina a escrever corretamente as palavras”.

Nesse sentido, ortografia é parte da gramática e serve para que as pessoas aprendam a escrever corretamente as palavras. Por exemplo, saber que “casa”, apesar do som de “z” escreve-se com “s”. Ou que “chuva” é escrita com “ch”, mas que tem o som de “x”.

Além disso, a ortografia também é a área que regula a acentuação das palavras. “Pássaro” é uma proparoxítona acentuada, pois a sílaba “pa” é a mais forte e recebe acento agudo. Ao contrário de “café”, que é uma oxítona acentuada.

Veja também: Os erros gramaticais que nunca se deve cometer

Já os erros gramaticais são referentes ao uso incorreto de expressões escritas corretamente. Em outras palavras, é o uso de termos corretos, mas em uma situação que não deveria ser aplicado. Um exemplo disso é o uso incorreto dos “porquês”. Embora existam quatro formas diferentes de escrevê-los, cada uma delas refere-se a uma situação diferente.

“Por que Maria foi a festa?” “Maria foi para festa porque queria dançar.” “Maria foi para festa, por quê?” “Me diga o porquê que Maria foi para festa.” Em todas as frases anteriores, o porquê foi empregado da maneira correta, porque cada expressão condiz com a situação.

Palavras ou expressões que podem oferecer dificuldade na hora de escrever

Porque, Por que, Porquê e Por quê

Porque é usado para indicar uma causa. Ex.: Eu não fui para festa porque estava doente.

-Por que deve ser utilizado quando na frase ele puder ser substituído por “pelo qual motivo”, “por qual motivo” ou “por que motivo”. Ex.: Por que você não foi estudar?

-Porquê é empregado quando ele é substantivo, quase sempre vem acompanhado de um artigo “o”. Pode significar “motivo” ou “razão”. Ex.: Conte para sua mãe o porquê de não ter estudado.

-Por quê é usado no final das frases ou em uma pausa forte. Ex.: Paulo voltou, por quê? Ou Paulo voltou, por quê, se ainda é tão cedo?

Mas ou mais

-Mas é usado para indicar uma ideia contrária a anterior e pode ser substituída pelo “porém”, “todavia”, “no entanto”. Ex.: Ela viajou, mas o filho ficou em casa.

-Mais é utilizado quando você quer indicar quantidade e é o contrário de menos. Ex.: Eu quero mais sorvete, por favor.

Mau ou Mal

Mau é o contrário de bom. Ex.: Eu sou um homem mau.

-Enquanto que mal é o contrário de bem. Ex.: Eu estou me dando mal na escola.

Veja também: Qual a diferença entre ‘mal’ e ‘mau’. Conheça e não erre mais

Onde ou aonde

Onde deve ser usado quando trata-se de uma situação sem movimento. Ex.: É agradável onde Mariana está.

– Já o aonde é o contrário, indica uma situação de movimento e pode ser equivalente a “para onde”. Ex.: Aonde você vai?

Há ou a

é uma das conjugações do verbo haver e pode ser substituído por “faz”. Ex.: Não vejo Igor há dois dias.

O a é preposição e não pode ser trocada pelo “faz”. Ex.: Eu vou voltar para casa daqui a um ano.

Afim ou a fim de

Afim refere-se a algo que tem afinidade ou semelhança. Ex.: Eles têm um destino afim.

A fim de pode ser substituído por “com propósito de” ou “para”. Ex.: Eu estou a fim de ir ao cinema.

Há ou atrás

Muitas pessoas costumam escrever o na mesma frase com atrás. Isso é redundante, pois ambas significam um tempo no passado. Ex.: Fiquei sabendo há alguns meses que ela chegou. Caso queira escrever com atrás, mude a frase. Ex.: Alguns meses atrás, fiquei sabendo que ela chegou.

Como fazer revisão de texto?

Para fazer revisão de texto é preciso ter conhecimento e domínio da língua. Por isso, em primeiro lugar, é preciso treinar bastante. Mas como fazer isso? Lendo, escrevendo e corrigindo. Sendo seu próprio “corretor”, você consegue melhorar seu desenvolvimento nas correções posteriores.

A revisão de texto se baseia em verificar a gramática e a ortografia de uma redação

Faz parte da revisão verificar a existência de erros de gramática (Foto: depositphotos)

Além disso, você pode seguir alguns passos para revisar um texto com sucesso:

1. Procure os erros

A primeira parte da correção pode ser para verificar a existência de erros que mostrem a falta de conhecimento da gramática. Ou seja, palavras escritas de forma errada ou que estejam em um lugar que não deveriam. Como já vimos anteriormente. Falta de concordância, como “os objetivo” ou “nós foi”.

Veja também: A diferença entre um texto formal e um informal

2. Encontre a coerência e a coesão

Um bom texto tem coesão e coerência. No primeiro caso, refere-se ao uso correto de palavras ou expressões que unam uma só ideia. São termos que juntos conseguem formular os períodos e parágrafos, dando a ideia de linearidade ao texto.

Enquanto que a coerência é responsável por dar sentido ao texto, quando os conectivos são utilizados de forma correta na coesão.

3. Verifique se o texto está claro

Frases curtas são ideais para deixar o texto mais claro. Isso porque ele precisa de objetividade, para que assim o leitor consiga absorver a ideia proposta. Dessa forma, quanto mais curto o período for, mas objetivo ele será e mais fácil de entender, consequentemente.

4. Atenção para revisar

Por fim, o revisor de texto não pode revisar apenas por revisar. É preciso ler com calma, fazer pausas se necessário e fazer disso um exercício de aprendizagem. Ao corrigir, você também aprende um pouco mais. Por isso, mais atenção nas revisões.

Quando poderei trabalhar como revisor de texto?

Algumas pessoas gostam tanto da área de revisão de texto que buscam especialização para trabalhar com essa atividade. Se você é uma dessas pessoas e quer trabalhar corrigindo textos, pode seguir por duas áreas distintas: comunicação social com habilitação em jornalismo ou letras.

No primeiro caso, além de ser jornalista, você pode se especializar e ser um grande editor chefe. Nas redações de todo o Brasil há chefes de editorias, que são responsáveis por editar o texto de outros jornalistas.

Veja também: Entendendo expressões da língua portuguesa

Contudo, há também a área de letras com especialização em língua portuguesa. Além de professor, o profissional dessa área também pode trabalhar como revisor de texto em sites, editorias de livros etc.

Técnicas de revisão de texto

Para trabalhar como revisor de texto você pode se especializar em jornalismo ou letras

Na produção de um texto evite gírias, clichês, frases inacabadas e subjetividade (Foto: depositphotos)

Além de todas essas informações sobre revisão de texto, ainda há algumas dicas para melhorar a correção. Levando em consideração o livro de Newton Avelar Coimbra, “Contextualizando a Gramática”, da Editora Construir, podemos citar alguns exemplos de como um texto pode ser aperfeiçoado cada vez mais ao nível culto:

  • Fugir de palavras estrangeiras
  • Evitar repetições de ideias e palavras, para não deixar o texto monótono e pobre de informações
  • Palavras muito difíceis ou pouco usuais. Ser simples é o caminho certo para alcançar um bom texto
  • Expressões que não possuem um significado exato, como “conjuntura atual”. Qual conjuntura? Com relação a que? Do que se trata? Ao escrever você deve tirar as dúvidas do leitor e não criar mais
  • Ter conhecimento de palavras sinônimas, para não repetir o mesmo termo com muita frequência
  • Evitar verbos auxiliarem, como “O diretor tinha proporcionado um momento de reflexão”. Podendo substituir pelo verbo principal, ficando: “O diretor proporcionara um momento de reflexão.
  • Evitar gírias, clichês, frases inacabadas, neologismos (palavras inventadas) e a subjetividade.

Veja também: Neologismos

Revisão de texto da prática à teoria

A “Revisão de Texto: da Prática à Teoria” é um trabalho desenvolvido por Risoleide Rosa Freire de Oliveira. Trata-se de um livro elaborado através de uma tese de doutorado intitulada “Um olhar dialógico sobre a atividade de revisão de textos escritos: entrelaçando dizeres e fazeres”. A tese da revisora foi defendida em 2007, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Nessa obra, da Editora EduFRN, a especialista conta um pouco da vasta experiência que possui no campo de revisão de texto. Além disso, traz a opinião de outros revisores sobre esse tema.

Tudo isso serve de inspiração para você, que ainda é estudante e quer entender um pouco mais sobre o que é uma revisão, como fazer uma revisão de texto e quando ela pode ser feita de forma profissional.

Veja mais!