Publicado por Katharyne Bezerra

Falou em bactérias as pessoas fazem logo cara de nojo ou de medo. É, a fama desses seres microscópios não é a das melhores, mas engana-se quem acredita que elas só desempenham um papel ruim no Planeta.

Tudo o que está na Terra, não está por acaso. E acredite, precisamos das bactérias para manter o ciclo do meio ambiente bom para a nossa saúde!

O lado ruim das bactérias

Bactérias são seres procariontes, isto quer dizer que, são organismos que não possuem uma estrutura completa como nós humanos, que somos eucariontes.

Saiba qual a importância das bactérias

Foto: depositphotos

São seres muito pequenos e que são impossíveis de serem observados a olho nu, sendo necessário o uso de um microscópio.

Mesmo sendo minúsculas, elas possuem a capacidade de se multiplicarem muito rápido e se manifestarem com mais precisão.

Elas são capazes de provocar doenças no organismo dos seres vivos, inclusive do homem. Possuem diversos tipos e cada um é responsável por uma alguma doença. Entre elas podemos citar:

  • Tuberculose- causada pelo bacilo Mycobacterium tuberculosis;
  • Hanseníase (lepra): transmitida pelo bacilo de Hansen (Mycobacterium lepra);
  • Coqueluche: causada pela bactéria Bordetella pertussis;
  • Pneumonia bacteriana: provocada pela bactéria Streptococcus pneumoniae;
  • Tétano: causado pelo bacilo do tétano, o Clostridium tetani;
  • Leptospirose: causada pela Leptospira interrogans;
  • Meningite meningocócica: causada por uma bactéria chamada de meningococo;
  • Cólera: doença causada pela bactéria Vibrio cholerae;
  • Febre tifóide: causada pela Salmonella typhi.

Todas essas infecções provocadas pelas bactérias são perigosas á saúde humana e podem levar o paciente a morte.

O lado bom das bactérias

Apesar de algumas serem “do mal”, existem bactérias que são benéficas e essenciais para o homem. Por exemplo, elas foram os primeiros seres vivos a habitar o Planeta Terra, há cerca de 4,6 bilhões de anos, e foram responsáveis pelo surgimento de outras vidas.

Esses seres foram tão importantes no início da vida planetária, que sem eles não seria possível existir as células eucariontes e, assim, nós não existiríamos.

As bactérias disponibilizavam oxigênio e reduziam as concentrações de dióxido de carbono (CO2) muito nocivo ao meio ambiente e foi assim que permitiram o surgimento de outras vidas.

Algumas bactérias são usadas hoje para criar antibióticos (remédios para curar doenças), na transformação de substâncias do meio ambiente, para a formação de biotecnologias, na produção de produtos de limpeza e até de comidas.

Os tipos de “boas bactérias”

Sim, nós comemos bactérias! Os indivíduos fermentadores, como as Lactobacillus e Strptococcus degradam moléculas orgânicas ricas em energia e produzem iogurtes e coalhadas. Alimentos muito deliciosos, por sinal!

Outros produtos são feitos com essa técnica, mas com o auxílio de bactérias de outros gêneros. Por exemplo, as Acetobacter são usadas para preparar o álcool etílico e o ácido lático.

Outra função das bactérias “do bem” é ajudar os animais ruminantes e os seres humanos a eliminar algumas substâncias de seus alimentos.

A essa relação damos o nome de mutualismo, uma vez que ambos conseguem benefícios e dependem um do outro. Elas recebem os nomes de Methanobacterium smithii, Escherichia coli, Lactobacillus acidophillus.

Também existem as Cianobactérias, que associadas aos fungos, formam líquens e são responsáveis pelo equilíbrio ambiental, sendo fixadores de nitrogênio, principalmente servindo de fonte para o solo.

Veja mais!