Publicado por Priscila Melo

É quase certeza de que em algum momento de sua vida, enquanto redigia um texto, uma dúvida surgiu. Justamente no finalzinho da linha, na folha do caderno, não deu para escrever a palavra inteira. E agora? Sabemos que iremos ter que dividir a palavra e termina-la na outra linha. Mas em que parte será que devo dividir a palavra?
Para isso é que existe a separação silábica, regra do português que irá auxiliar quando é que será permitido separar uma palavra. Mas o que é sílaba? Sílaba é um som ou um conjunto de sons pronunciados de uma só vez.

Separação de sílabas

Foto: Reprodução

A classificação das palavras

As palavras podem ser classificadas em quatro tipos: Monossílabas, dissílabas, trissílabas e polissílabas.

As palavras monossílabas são aquelas que possuem apenas uma sílaba e, portanto, não podem ser separadas. Por exemplo: pá, chá, pão, cão, fé, entre outras.

As palavras dissílabas são aquelas que possuem duas sílabas, e podem ser separadas em duas partes. Exemplo: Café (ca-fé), gato (ga-to), pato (pa-to), entre outras.

As palavras trissílabas são aquelas que possuem três sílabas, podendo ser divididas em três partes. Exemplo: macaco (ma-ca-co), banana (ba-na-na), boneca (bo-ne-ca), entre outras.

E por fim, as palavras polissílabas são aquelas que possuem quatro ou mais sílabas, podendo ser separadas em quatro ou mais partes. Exemplo: Telefone (te-le-fo-ne), macacada (ma-ca-ca-da), paralelepípedo (pa-ra-le-le-pí-pe-do), entre outras.

Algumas regrinhas da separação de sílabas

Mas além dessa regra de classificação, existem também outras regras que são bastante particulares. E, portanto, devem ser seguidas para que se faça escrita correta. Sendo elas as seguintes:

  • Os dígrafos “rr”, “ss”, “sc”, “sç”, “xs”, e “xc” devem sempre permanecer em sílabas diferentes.

Exemplos:

Carro (Car – ro)  Nossa (nos – sa)  Nascer (Nas – cer) Exceto (ex – ce – to)

  • Os dígrafos “ch”, “nh”, “lh”, “gu” e “qu” nunca devem ser separadas.

Exemplos:

Cacho (ca – cho) Caminho (ca – mi – nho)  Calha (ca – lha) Guaraná (gua – ra – ná)

  • Os hiatos não devem permanecer na mesma sílaba.

Exemplos:  Cadeado (ca – de – a – do)  Hiato (hi – a – to)  Noel (No – el)

  • Já os ditongos e tritongos serão sempre pertencentes a uma única sílaba.

Exemplos:

Paraguai (Pa – ra – guai)  Goela (goe – la) Enxaguou (em – xa – guou)

  • Os encontros consonantais ocorridos em sílabas internas não devem permanecer juntos, exceto quando no encontro das consoantes a segunda consoante seja “l” ou “r”.

Exemplos:

Blusa (blu – sa)       prática (prá – ti – ca)  Costa (cos – ta) Advogado (ad – vo – ga – do)

  • E por fim, alguns grupos de encontro consonantais iniciam palavras, e logo, não devem ser separados.

Exemplos:

Pneumático (pneu – má – ti – co) Psicologia (psi – co – lo – gia) Pneumonia (pneu – mo – nia)  Psicólogo (psi – có – lo – go)

Veja mais!