Publicado por Natália Petrin

Alguns assuntos estudados podem ter algumas dicas e indicações de seus significados por seu próprio nome. Esse é o caso dos verbos de ligação, que são chamados dessa forma porque conectam dois ou mais elementos.

Na frase “Minha amiga é gentil”, o sujeito é minha amiga, e gentil seria o adjetivo que caracteriza o sujeito. Com isso, descobrimos que o verbo ser, escondido na frase, está flexionado na forma “é”, e desempenha uma função muito importante: conectar o sujeito ao adjetivo. É exatamente por isso que é conhecido como verbo de ligação.

Verbos de ligação: aprenda fácil

Imagem: Reprodução/ internet

É comum confundirmos esse assunto, mas é importante lembrar, portanto, que os verbos de ligação não indicam a ação.

“Maria é inteligente”. Aqui, o verbo ser não está indicando uma ação, mas sim conectando o sujeito ao predicativo. (Termo que modifica o sujeito. Informa algo sobre o sujeito).

Estado, modo de ser ou de estar

O verbo de ligação representa uma ideia de estado, modo de ser ou de estar do sujeito da oração. Confira:

“Meu cãozinho está alegre”

Nesse caso, meu cãozinho é o sujeito, e o verbo de ligação, nesse caso o está, conecta-o à sua característica: alegre.

Quais são os verbos de ligação?

Existem muitos verbos de ligação, mas os principais são:

Ser – A roupa é nova

Estar – Ela está muito feliz

Parecer – Maria parece alegre

Permanecer – João permanece estranho

Ficar – Você ficou triste

Continuar – Minha mãe continua muito feliz

Andar – Cláudia anda nervosa.

Nisso, temos que novo, feliz, alegre, estranho, triste, muito feliz e nervoso, indicam algo sobre o sujeito:

Roupa – nova

Ela – muito feliz

Maria – alegre

João – estranho

Você – triste

Minha mãe – muito feliz

Cláudia – nervosa.

Predicativo do sujeito é, portanto, tudo que se fala do sujeito, e sempre vem acompanhado do verbo de ligação.

Veja mais!