Publicado por Priscila Melo

Provavelmente você já deve ter ouvido falar nas revoltas que aconteceram no Brasil durante o Período Regencial. Entre as inúmeras revoltas que aconteceram, quatro se destacaram mais e entre essas está a Balaiada. Mas você sabe o que foi a Balaiada? Vamos ver um pouco mais sobre ela.

Balaiada

Foto: Reprodução

O Início

Em 1831, quando D. Pedro I abdicou o trono, o Brasil passou por várias crises que geraram a formação do período regencial. No Maranhão, entre os anos de 1838 e 1841, ocorreu uma revolta popular que ficou conhecida como Balaiada.

Boa parte da população do estado do Maranhão que era pobre não concordava com o monopólio de um grupo de fazendeiros da região. Este grupo de fazendeiros comandavam toda a região. Muitas vezes esses fazendeiros utilizavam a força bruta e a violência para conseguir o que queria, política e economicamente falando.

A crise econômica

Com a crise econômica que surgiu devido à concorrência com o algodão dos Estados Unidos no mercado internacional e a pobreza que aumentava cada vez mais naquela região, a população começou a se revoltar. O povo mais pobre, junto aos escravos se uniram para lutar por melhores condições de vida. Eles foram a base desta revolta. Ainda se juntaram a eles alguns profissionais urbanos que eram conhecidos como bem-te-vis.

Raimundo Gomes

Em dezembro de 1838, Raimundo Gomes, um vaqueiro que era um dos líderes desta revolta, junto com Manuel dos Anjos Ferreira (que era um fabricante de cestas de balaio, que inspirou o nome revolta) e Cosme Bento, invadiram a prisão de Vila Manga para libertar seu irmão. Mas ao chegar lá, Raimundo não libertou apenas seu irmão e sim todos os presos.

Conquistas

No ano de 1839 os balaios, também chamados de revoltosos, conquistaram o poder na região da Vila de Caxias, que era um centro urbano de muita importância que ficava na província do Maranhão.

Os balaios conseguiram organizar uma Junta Provisória e ameaçaram controlar a cidade de São Luíz. O governo reuniu algumas tropas para atacá-los, mas os balaios conseguiram vencer alguns combates

O Barão de Caxias

Para tentar dar um basta nesta revolta, o Império nomeou o coronel Luis Alves de Lima e Silva como governador da Província do Maranhão e comandante geral das Forças Militares. Ele conseguiu um grupo de aproximadamente 8 mil homens para derrotar os balaios. Após isso, muitos homens foram presos e outros foram mortos. Lima e Silva conseguiu reconquistar a Vila de Caxias e após fazê-lo passou a ser conhecido como Barão de Caxias. Raimundo Gomes se rendeu depois disso e Manoel dos Anjos morreu, Cosme Bento acabou assumindo a liderança e, com o enfraquecimento do movimento em 1840, muitos balaios se entregaram. Em 1841 Cosme Bento foi capturado e enforcado, dando fim a revolta.

Veja mais!