Publicado por Priscila Melo

Quando olhamos para uma árvore, geralmente, vemos suas folhas muito verdes, algumas um pouco mais vivas que outras. Mas existem algumas épocas em que as folhas mudam de cor, ficam em tons amarelados, alaranjados, vermelhos e marrons. Você sabe por que isso acontece? Como se explica essa mudança de cor? É o que iremos descobrir agora!

Por que as folhas mudam de cor?

Foto: Reprodução

A clorofila

Você provavelmente conhece o processo de fotossíntese, não é mesmo? Neste processo, a clorofila é completamente essencial, pois ela é responsável por captar a luz do Sol necessária para a realização da fotossíntese. É através desse processo que a planta produz seu próprio alimento.

A clorofila é um pigmento verde que é encontrado nas células das plantas, e é devido a produção em grande quantidade desse pigmento que as folhas parecem ser apenas verdes.

É importante compreender que, na verdade, as folhas não mudam de cor, pois os outros pigmentos de outras cores já existem nela. O que acontece é que em certos períodos, a clorofila vai desaparecendo das folhas e a pigmentação verde vai se perdendo, deixando em evidência as outras pigmentações que antes estavam escondidas.

As outras cores

As folhas possuem outros pigmentos, os carotenoides e a antocianina que assim como a clorofila dão cor às folhas, porém como a pigmentação da clorofila é bem mais forte, pois é produzida em maior quantidade, acabamos não vendo esses outros pigmentos, que são amarelo-laranja (carotenoides) e vermelho-violeta (antocianina).

Tanto a clorofila, quanto os carotenoides estão presentes nos cloroplastos das células das folhas o ano inteiro, já as antocianinas são produzidas apenas durante o outono, isso acontece em consequência da luz e do excesso de açúcares que foram armazenados na planta.

A mudança da estação e das cores

A mudança das cores das folhas está diretamente ligada à mudança da estação, sempre que o outono se inicia, algumas transformações químicas começam a ocorrer nas folhas, e a principal mudança acontece com a clorofila.

É durante o outono que os dias ficam mais curtos e as noites mais longas, a luz do Sol passa a diminuir e as plantas começam a se preparar para o inverno. Elas param de produzir o seu próprio alimento, e consequentemente, por não precisarem mais de realizar o processo de fotossíntese, a clorofila acaba não sendo mais necessária.

Os nutrientes vão saindo aos poucos das folhas em direção aos ramos da árvore, tronco e raízes, onde ficarão armazenados e protegidos de forma segura do frio que virá no inverno. Quando esses nutrientes vão saindo das folhas, a clorofila para de ser fabricada e a pigmentação que ainda existe nas folhas vai se desintegrando, o que faz com que os outros pigmentos fiquem em evidência, dando a impressão que a folha mudou de cor. Quando a primavera chega, os nutrientes que estavam guardados passam a ser utilizados e novas folhas são formadas.

Veja mais!