Publicado por Katharyne Bezerra

Para quem não sabe, a água faz bem para o cérebro em diversos aspectos. Desde questões direcionadas à saúde, até mesmo com relação ao desempenho intelectual das pessoas.

Isso é o que mostra a pesquisa realizada por duas instituições de ensino superior britânicas. Com o auxilio de 447 estudantes, as universidades londrinas de East London e Westminster constatou que a água tem uma importante influência no funcionamento cerebral.

Descubra como a água faz bem para o cérebro

De acordo com o estudo das universidades britânicas, o desempenho dos alunos foi melhor ao realizarem atividades após terem consumido água. Para isso, foi feita uma comparação com os que não tomaram e fizeram as mesmas tarefas.

Colocando essa afirmação em dados, a performance intelectual dos que consumiram água foi aproximadamente 5% melhor.

Segundo estudo, a água tem o poder de agir positivamente sobre o raciocínio

O cérebro tem em torno de 75% de água na sua composição (Foto: depositphotos)

Outra comprovação extraída dessa pesquisa é que quem consumiu 500 ml de água antes das atividades, apresentaram reações 14% mais rápidas. Isso tudo com relação as tarefas intelectuais propostas no teste.

“São necessários outros estudos para determinar com mais precisão as causas disso, mas é evidente que os estudantes devem se esforçar para estarem hidratados durante as provas”, conta um dos autores do estudo, Chris Pawson, da Universidade de East London.

Ainda segundo o cientista, a água pode estar relacionada com benefícios psicológicos. Além de aliviar as tensões e a ansiedade, a água também tem o poder de agir positivamente sobre o raciocínio.

Veja também: Como deve ser a água considerada potável?

Água e cérebro: mais informações sobre o estudo britânico

Para a psicóloga e líder do estudo, Caroline Edmonds, outros efeitos podem estar relacionados com a falta de água. “O tempo de reação parece ser ainda maior quando as pessoas têm sede, provavelmente porque a sede tira a atenção das tarefas.”

Mesmo assim, esse tipo de pesquisa precisa de mais aprofundamento. Entre os estudantes, alguns desempenharam com pouca eficácia as atividades intelectuais, mesmo estando hidratados.

Contudo, segundo os cientistas, esse tipo de trabalho pode ter grande contribuição na sociedade. Isso porque, com ele pode ser possível a criação de políticas com relação acessibilidade a água durante exames e provas.

Os benefícios da água para o cérebro

Em primeiro lugar, não são apenas os cientistas que afirmam o bom desempenho das pessoas que bebem água nas atividades intelectuais. Segundo especialistas em nutrologia, já está mais que comprovado que esse líquido é essencial para o organismo, inclusive para o cérebro.

Enquanto o corpo humano é composto por 70% de água. O cérebro, por sua vez, tem em torno de 75% de água na sua composição. Isso significa dizer que o líquido é essencial para o bom funcionamento dos seres humanos.

Além disso, segundo o nutrólogo Ivan Togni, a falta de água pode causar diversos problemas. Esses podem ir de uma desidratação até mesmo uma dor de cabeça. Nesse sentido, é necessário manter-se hidratado.

Veja também: Por que a água do mar é salgada?

Diante disso, é necessário saber todos os benefícios da água para o cérebro. O líquido essencial para a vida é capaz de melhorar a concentração. Por isso é indicado beber água antes e durante provas.

Outro benefício proporcionado pela água é a maior agilidade do cérebro que ela promove. Pensamentos mais rápidos são altamente possíveis quando se está bem hidratado.

Também pode contribuir em outros fatores, como: ajudar no equilíbrio de emoções, provocando bem-estar; melhora as noites de sono, pois tem a capacidade de otimizar o fluxo sanguíneo no cérebro e acalmá-lo; e, por fim, tem o poder de melhorar a memória.

Formas de melhorar o funcionamento do cérebro

A água faz bem ao cérebro pois transporta nutrientes e oxigênio para todas as células

Beber água melhora as noites de sono, pois otimiza o fluxo sanguíneo no cérebro (Foto: depositphotos)

“A quantidade de água que devemos consumir diariamente varia de pessoa para pessoa e é influenciada por elementos como o clima, hábitos de vida, idade, sexo e massa corporal. Porém, de modo geral, o recomendado é ingerir de dois a três litros de água por dia“, explica o médico.

Além de beber água, existem outras formas de se manter hidratado. E consumir alimentos ricos nesse líquido é um exemplo. Segundo o nutrólogo Ivan, entre as possíveis opções estão: abóbora (96%), melancia (96%) alface (95%), pepino (95%), tomate (93,5%), morango (90%), limão (90%) e laranja (89%).

Outra boa opção é a água de coco. Contudo, Ivan Togni faz um alerta sobre como a água filtrada é importante e como nenhum dos alimentos substituem esse líquido.

Desta forma, além de manter o corpo hidratado, o cérebro também consegue realizar as atividades de forma eficaz. Assim como os itens já citados e água, outros alimentos também ajudam a realizar exercícios cerebrais.

Veja também: Entenda como funciona o processo de reaproveitamento da água

Bons alimentos para o cérebro

  • Grãos integrais: Melhoram a memória;
  • Ovos: Aumentam a memória, concentração e a energia;
  • Frutas vermelhas: Tem como benefício promover a melhoria das funções cerebrais;
  • Chocolate amargo: Aumenta o fluxo sanguíneo do cérebro, melhorando a concentração e a memória;
  • Abacate: Melhora o desempenho do cérebro;
  • Repolho roxo: Com a presença de antioxidantes, esse alimento ajuda a evitar o envelhecimento precoce das células e doenças degenerativas;
  • Salmão: Tanto melhora a concentração como também a memória;
  • Chá verde: A presença de dopamina faz com que o organismo melhore a memória e a concentração. Além disso, trata-se de um líquido com potencial antioxidante, assim como o repolho;
  • Espinafre: O famoso alimento do personagem de quadrinhos Popeye tem a capacidade de aumentar o desenvolvimento da memória e da concentração;
  • Banana: Quem comer banana vai ter um bom desempenho físico e também cerebral, pois essa fruta aumenta a cognição.

Mais benefícios da água para saúde

Como já mencionado, a água tem o poder de atuar tanto na saúde como também nas atividades cerebrais. Além de aumentar a concentração e o raciocínio, esse líquido pode ainda melhorar outras áreas do organismo.

De acordo com o médico Ivan Togni, o consumo diário e apropriado de água pode ajudar no equilíbrio da temperatura corporal. Ela também é responsável por ajudar a transportar nutrientes e oxigênio para todas as células.

Outro benefício desse elemento é a lubrificação dos órgãos. Assim como a ajuda na transformação de comida em energia, na absorção de nutrientes e no bom funcionamento do intestino. 

Além desses efeitos positivos sobre o organismo, a água ainda está presente no corpo humano em abundância. Por exemplo, 80% da pele é formada por esse líquido, 75% dos músculos é água e 24% dos ossos contém esse elemento em sua composição.

Veja também: Entenda por que a água do mar é azul

Por tudo isso, o médico faz um apelo sobre o consumo dessa bebida. “Não espere sentir sede para beber água. Tenha sempre ao seu lado uma garrafinha e siga as orientações do seu médico ou nutricionista a respeito da quantidade que você precisa ingerir por dia”, alerta Ivan em seu Instagram.

De um modo geral, é importante que as pessoas saibam que a água faz bem para o cérebro. Assim, podem utilizar desse líquido para cuidar da saúde e ainda assim conseguir ter bons resultados em exames.

Veja mais!