História

Conheça a história do Muro de Berlim

Construído para servir de barreira física para separar duas ideologias políticas, o adeptos ao regime capitalista e socialista, o Muro de Berlin é considerado um marco na história da Alemanha.

Construído a partir de 13 de agosto de 1961 a mando do governo da República Democrática Alemã (RDA, ou Alemanha Oriental) para impedir o fluxo de refugiados para a República Federal da Alemanha (RFA, ou Alemanha Ocidental), o Muro possuía uma extensão de 37 quilômetros.

Além do mais, a barreira era formada por mais de 300 torres de observação, com militares armados, preparados para enfrentar qualquer tentativa de desrespeito a barreira; cercas elétricas; explosivos e cães ferozes.

conheca-a-historia-do-muro-de-berlim

Foto: Pixabay

Tudo isso era montado para impedir a livre circulação da população de um território ao outro. Estima-se que mais de 130 pessoas tenham sido mortas por tentar desrespeitar a lei separatista, além de 200 feridos e milhares aprisionados.

Conflitos político

O fim da Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945), que resultou na derrota da Alemanha, resultou na ocupação do território pelas forças aliadas dos países vencedores: Estados Unidos, Inglaterra, França e União Soviética.

Os três primeiros uniram-se para formar a área da cidade que adotaria o regime capitalista, Berlim Ocidental. O lado soviético daria origem a Berlim Oriental, que se tornaria a capital da Alemanha Oriental.

Com o início da Guerra Fria, disputada entre Estados Unidos (capitalista) e União Soviética (socialista) quanto a hegemonia política, econômica e militar no mundo.

Esse evento promoveu uma série de mudanças no cenário geopolítico global, inclusive na Alemanha. Na segunda metade da década de 1940 até 1989, estas duas potências tentaram implantar em outros países os seus sistemas políticos e econômicos.

A construção do Muro de Berlin serviu para conter a migração, que antes da sua existência somava mais de 3,5 milhões de alemães orientais que tinham passado de um regime para o outro. Durante sua existência, entre 1961 e 1989, o Muro quase parou todos os movimentos de emigração.

Porém, mesmo depois da barreira ter sido erguida, registros apontam que mais de cinco mil pessoas conseguiram ultrapassar o muro.

A queda do Muro de Berlin

A queda do símbolo máximo da opressão dos regimes socialistas foi um dos momentos mais importantes da história e levou a grandes mudanças no mundo. Ela ocorreu no dia 9 de novembro de 1989. A derrubada ocorreu de forma pacífica, segundo protagonistas americanos.

Para que isso fosse possível, uma séria de conflitos marcou essa trajetória, sobretudo no contexto diplomático, aliado a isso, várias manifestações populares e o fracasso da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas também contribuíram.

Após 28 anos da existência do Muro de Berlin, sua queda provocou euforia na população alemã e também dividiu opiniões. O episódio fortaleceu o processo de reunificação da Alemanha Oriental e Alemanha Ocidental, que ocorreu, definitivamente, no dia 3 de outubro de 1990.